A arte cavalheiresca do arqueiro zen

Equilibrar-se em corda bamba
Levar uma paulada e levantar zen
Procurar boas companhias, bons fluidos, boas energias
Trilhar os bons caminhos
Salvar-se das armadilhas

Que eu seja canal para bons pensamentos
Livre para escolher o justo
Que eu não amenize os meus pilares
Nem para mim, nem para ninguém

E que tudo vá
Iluminado do mar
Noite branca
Cegueira e ambição
Que tudo vá
O que fica é
O que fica tem que ficar